Como desenvolver um produto que vende?

Por Julyane Miranda

Como desenvolver um produto que vende bem e fácil? A premissa primordial para um produto que vende: ter muito mais vantagens que desvantagens.

Parece óbvio mais muita gente esquece de fazer esse balanço na hora de desenvolver um produto e acaba tendo prejuízo.

O cliente, no momento da compra está com o dinheiro nas mãos, o dinheiro é o valor que ele tem, e no processo de compra ele espera ter um valor igual ou superior de volta naquilo que ele está investindo.

Então vem a indecisão: Compro ou não compro? O cérebro começa a fazer uma conta muito rápida que avalia os benefícios do produto, os benefícios do serviço envolvido e a imagem da empresa da qual ele está comprando. Depois o cérebro avalia o sacrifício que precisa ser superado para efetuar aquela compra: o custo monetário, o tempo envolvido na compra e pós compra, o gasto energético que ele pode ter e o custo emocional.

Se o cliente percebe um valor muito superior nos benefícios do que nos sacrifícios, ele pensa: “Vou comprar, vale a pena!!”, entretanto, se os sacrifícios forem percebidos como maiores que os benefícios a resposta é contrária: “Não vou comprar, não funciona para mim”.

Essa decisão é feita pelo cérebro em segundos e é por isso que as empresas se dedicam tanto a desenvolver produtos fáceis de adquirir e aliados à serviços de qualidade, além de trabalharem continuamente na construção de uma marca forte, assim o cérebro do consumidor gasta menos tempo no processo de decisão e passa mais tempo na compra.

E você, já pensou nos prós e nos contras de seu produto ou serviço?

Receba as novidades do nosso blog

© 2018 Copyright Julyane Miranda.